Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

06 jul 15 22:17
Eliana

Sejam bem-vindos!

Tudo o que interessa ou ainda vai interessar.
Novidades, notícias, gostos, grandes assuntos, pequenos detalhes.
Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

bjobjo,

Eliana

06 jul 15 11:50 Pescaria sustentável é ideia para as férias das crianças

 

 

Essa é a primeira segunda-feira de julho, o tradicional mês das férias escolares do meio de ano, e a época em que os pais transitam entre a delícia de ter mais tempo com os pequenos e precisar de atividades para dar vasão à energia deles.

 

Passeios são maravilhosos, mas entre dias chuvosos e dinheiro curto, nem sempre dá para fazer tantos programas fora de casa assim, não é? É aí que a sua criatividade precisa funcionar… com uma ajudinha da internet, melhor ainda.

 

O DaquiDali já deu algumas ideias maravilhosas, como montar uma horta com as crianças (clique aqui) e ajuda-las a transformar latas em vasinhos divertidos (acesse agora), mas você também pode fazer outras atividades na sua casa.

 

Uma, que me despertou o interesse, usa copinhos de papel (daqueles que sobram aos montes depois de festas) para criar um jogo de pescaria coloridíssimo. Quer ver?

 

Você vai precisar de:

 

4 copos médios de papel
6 copos pequenos de papel
3 pedaços de papel cartão
arame (para fazer as alças e os anzóis)*
* Você também pode fazer os anzóis com clipes de papel
3 a 5 pincéis
Tinta acrílica (a blogueira sugere azul, verde, laranja e vermelho)
Canetinha preta e branca (ou adesivos nessa cores para fazer os olhos)
Tesoura
Estilete
Alicate

 

Para a vara de pesca:
Bambu fino pequeno
Barbante
E o anzol feito por você

 

 

Passo 1:
Para fazer os peixes: pinte os copos médios e um dos pedaços de papel cartão (os dois lados) de azul e verde.

 

Para os caranguejos: pinte os copos pequenos e os demais pedaços de papelão (os dois lados) de laranja, vermelho ou magenta.

 

Deixe secar.

 

 

Passo 2:
Enquanto a tinta seca, use o alicate para fazer os anzóis. Lembre-se que você pode usar clipes de papel para criar os ganchos também.

 

 

Passo 3:
Para os peixes: com a tinta dos copos seca, comece a fazer os peixinhos usando a caneta para desenhar sorrisos grandes o suficiente para cortar o centro com a tesoura. Cole adesivos brancos e pretos para criar os olhos, ou desenhe-os com a caneta.

 

Com a ajuda do estilete, faça uma cruz no fundo e mais dois cortes verticais dos dois lados do copo. Faça mais um corte vertical na parede oposta à carinha que você desenhou.

 

Por fim, pegue um pedaço de arame ou barbante grosso para criar a alça que será “pescada” pelas crianças”. Você pode usar fita adesiva ou cola para colar ao fundo do copo.

 

 

Para os caranguejos: com a mesma caneta, faça sorrisos mais comportados, pois não há a necessidade de cortar.

 

Com a ajuda do estilete, faça uma cruz no fundo e mais dois cortes verticais dos dois lados do copo.

 

 

Para os dois animais: pegue os cartões pintados e use a criatividade para fazer caudas, nadadeiras, a parte superior do rosto dos caranguejos e suas patas. Siga o modelo abaixo:

 

Por fim, passe as barbatanas e demais membros dos bichinhos de fora para dentro do copo e cole com fita adesiva.

 

Você pode criar pontuações diferentes para movimentos diversos dos pescadores: puxar os peixes pela alça ou pela boca, os caranguejos pela parte vazada do rosto ou pelas patas.

 

Divertido demais, né? Essa ideia saiu de um blog americano muito conhecido pelos tutoriais, o Handmade Charlotte. Para ver mais brincadeiras, é só clicar aqui. Mas lembre-se de que está tudo em inglês.

 

05 jul 15 12:01 Artista transforma a própria mão em suporte para suas pinturas

 

O corpo é uma das primeiras telas do ser humano – nós, mães, sabemos que é só deixar nosso filho com um giz por perto para que ele comece a rabiscar a mãozinha, o braço… Um californiano levou essa brincadeira a uma nova dimensão e a transformou em arte.

 

 

Russel Powell se inspirou no processo de confecção de gravuras para fazer da própria palma da mão um carimbo. Sim, ele faz pinturas incríveis, principalmente retratos, em seu próprio corpo e depois “carimba” a arte no papel.

 

 

Além dos detalhes tridimensionais impressionantes que consegue por conta das pinceladas que mesclam luz e sombra, suas obras ganham em interesse por conta da textura de suas digitais e da silhueta de seus dedos.

 

 

É bonito e estranho ao mesmo tempo, não? Para ver mais, é só entrar no Instagram de Russel Powell clicando aqui.

04 jul 15 10:33 Vídeo tocante mostra as consequências de comentários ofensivos na web

 

Muito se fala sobre como as pessoas podem utilizar o presumido anonimato da internet para gritar livremente seus preconceitos, mostrar seu ódio e fazer comentários ofensivos e bastante desagradáveis que não teriam coragem de proferir ao vivo. O que é pouco divulgado, no entanto, é como quem recebe toda essa negatividade se sente.

 

É por isso que o vídeo “You Look Disgusting” (“Você parece repugnante”, em tradução livre para o Português) chama tanto a atenção. Nele, a blogueira inglesa Em Ford mostra o quanto ficou magoada ao ler os mais de 100 mil comentários – muitos bastante duros – postados sobre suas fotos. A garota sofre com acne severa provocada por problemas hormonais e, na internet, ensina como fazer makes incríveis.

 

“Três meses atrás passei a postar fotos minhas sem maquiagem nas mídias sociais. Esse vídeo contém comentários reais”, escreve ela no texto que acompanha a gravação.

 

 

Separei algumas das frases:

 

 

“Não posso nem olhar para ela.”

 

 

“O rosto dela é tão feio.”

 

 

“Sério… alguma vez ela já lavou o rosto?”

 

Em contrapartida, Em também foi julgada por usar maquiagem demais:

 

 

“Isso é propaganda falsa.”

 

 

“Imagine acordar ao lado dela pela manhã.”

 

 

“Você parece repugnante.”

 

A agressividade é despejada como se Em não fosse uma pessoa, não tivesse sentimentos. Aqui o assunto é aparência física, mas comentários semelhantes são disparados sem dó por conta de discordâncias religiosas, orientação sexual, preconceito por conta da etnia. Vídeos como o da blogueira, que dão um rosto e uma dor ao problema, são uma arma poderosa contra esses ataques gratuitos, não é? Tanto que a gravação já teve quase 4 milhões de exibições poucos dias.

 

E, para fechar, Em Ford ainda deixa um recado: “você é bonita, não deixa ninguém dizer nada diferente. Nem você mesma”.

03 jul 15 11:25 Encanto e realidade se unem em projeto de ilustração

 

 

Sexta-feira tem ou não um gostinho especial de sonho, de inesperado, de ansiedade pelo que está por vir? Por conta desse clima, escolhi dividir hoje com vocês o trabalho do iraniano Rasoul Shokrani.

 

 

Com muita delicadeza e uma pitada de alma de criança, ele mostra a sua percepção de cenas da realidade fazendo intervenções com ilustrações simples e divertidas. O mais impressionante? Tanto as fotos quanto os desenhos são feitos pelo celular.

 


 

Nesse contexto, bailarinas ganham palcos nunca imaginados, lápis fazem traços travessos na neve e até um rinoceronte ganha a habilidade de voar. “Tento aumentar a sensação que cada local dá ao observador. Se você olhou alguma dessas ilustrações e simplesmente sorriu, eu alcancei meu objetivo”, disse Shokrani ao site “Bored Panda”.

02 jul 15 10:42 Deixe-se levar pelo poder da literatura. A Flip começou!

 

Se você se permitir verdadeiramente embarcar em um livro, ele pode te fazer viajar para lugares, realidades e culturas nunca imaginadas. Sim, a literatura tem esse poder quase mágico, mas para que o encanto funcione ela precisa do interesse dos leitores. E, para fomentar esse desejo pelas palavras é necessário divulgar e celebrar mais as obras e os autores.

 

 

Esse é um dos grandes méritos da Festa Literária Internacional de Paraty, que iniciou sua 13ª edição na noite de ontem. Como de costume, o evento tem como homenageado um autor brasileiro e, dessa vez, o escolhido foi o modernista Mário de Andrade.

 

Além de debates e leituras sobre o festejado escritor nacional, outros nomes da literatura também marcam presença na festa, que vai até o próximo domingo (5). Entre eles, alguns dos mais comentados são Leonardo Padura, autor de “O Homem que Amava os Cachorros”; o queniano Ngugi wa Thiong’o, que pode ganhar o Nobel de Literatura; e o australiano Richard Flanagan, vencedor do Man Booker Prize 2014.

 

 

Já deu para ver que a programação é vasta para os adultos, não é? As crianças, no entanto, também têm espaço nessa festa com a Flipinha. E nada melhor para formar uma geração de leitores do que incentivar o gosto pela leitura nos pequenos.

 

A melhor notícia é que mesmo quem não pode curtir o evento na charmosa cidade do Rio de Janeiro tem a chance de acompanhar os principais painéis ao vivo pela internet. Para isso, basta clicar aqui.

 

E para saber mais sobre a Flip, a venda de ingressos e a programação, clique aqui.